Programação

ProgramaçãoPara uma melhor visualização/download: programação completa

 

Ao todo, 33 produções compõem a grade de exibições, divididas em quatro eixos temáticos de curtas: “Cinema e cidade”, “Cia. do medo”, “Estações” e “O amor no fim do mundo”; uma Sessão Infantil e a Sessão Especial, “Cinema de Bordas”,  com duas produções vitorienses, dando visibilidade e espaço para a produção local. Teremos também exibições de grandes longas e documentários de diversos lugares. Dois curtas irão abrir duas sessões de longas: “Sem coração” (2014) – Nara Normande e Tião, vencedor da Quinzaine Des Réalisateurs do Festival de Cannes de 2014; e “Maria Macaca” (2015) – Lázaro Ribeiro, com Elisa Lucinda no elenco e trilha sonora de Elza Soares e Letícia Sabatella.

Pernambuco recebeu o maior enfoque na composição da grade, mas outros sete estados brasileiros estão aqui bem representados, com algumas das produções premiadas em grandes festivais internacionais de Cannes, Toulouse, Veneza, Toronto, Hamburgo, San Sebastian, Guadalajara e Rio de Janeiro; duas delas sendo coproduções internacionais.Além disso, também temos a participação de artistas com um grande potencial e que certamente irão figurar entre os nomes de grandes festivais no futuro.  

Entre os destaques: a abertura da primeira noite de exibição acontecerá com uma singela homenagem a um dos maiores documentaristas deste país: Eduardo Coutinho, com seu filme póstumo “Últimas conversas” (2015), finalizado por João Moreira Salles e Jordana Berg. O musical “Jardim Atlântico” (2013), de Jura Capela, vem abrir a tarde de exibição do segundo dia, que conta ainda com o longa “Todas as cores da noite” (2015) seguido de debate com o diretor Pedro Severien. Este dia será fechado com uma viagem à “Praia do Futuro” (2014) – Karim Aïnouz,  que conta com Wagner Moura e Jesuíta Barbosa no elenco. No domingo, o primeiro longa será “O homem das multidões” (2014), de Cao Guimarães e Marcelo Gomes. Neste dia, também contaremos com um Especial dedicado a um dos maiores agitadores culturais da história de nossa cidade, o artista Dilson Lira, que será homenageado antes da exibição do filme de encerramento da Mostra. Sobre este último, temos a alegria de contar com sua participação,  por se tratar de uma produção super premiada e um dos mais belos trabalhos do diretor Gabriel Mascaro: o incrível “Boi Neon” (2015) irá encerrar esta nossa primeira edição.

As exibições acontecerão no Silogeu do Museu do Instituto Histórico e Geográfico da Vitória de Santo Antão (IHGVSA), endereço: Praça Diogo de Braga s/n.

A Primeira Mostra de Cinema da Vitória de Santo Antão acontecerá de 14 a 17 de abril e tem incentivo do Governo do Estado através do 8º Edital do Programa de Fomento à Produção Audiovisual de Pernambuco (FUNCULTURA).

 

Anúncios