Longas

Longas-metragens

 

AMOR MALDITO (Ficção, RJ, 1984, 76′), de Adélia Sampaio

Amor maldito

Fernanda tem a vida organizada, emprego garantido e um pequeno apartamento. Sueli sonha em ser famosa, chegar à televisão, posar para revistas masculinas. As duas se conhecem quando Sueli vende para Fernanda convites para um concurso de miss. As duas voltam a se encontrar na praia, após Sueli, depois de vencer o concurso, ter sido expulsa de casa pelo pai conservador. Fernanda, solidária, oferece abrigo a Sueli, e nasce o romance entre as duas. Tudo vai bem até que Sueli se envolve com um jornalista, que parece ser o meio de realização de seus sonhos. Sueli engravida, desespera-se e suicida-se. Fernanda é acusada pela morte de Sueli. E os preconceitos afloram no julgamento.

 

 

ARÁBIA (Ficção, MG, 2018, 98′), de Affonso Uchoa, João Dumans

arabia

Em Ouro Preto, Minas Gerais, um jovem (Murilo Caliari) encontra por acaso o diário de um operário metalúrgico que sofreu um acidente e por suas memórias embarca numa jornada pelas condições de vida de trabalhadores marginalizados.

 

 

JACQUOT DE NANTES (Ficção, FRA,1991, 118′), de Agnès Varda

jacquot

França, 1939. O jovem Jacquot, de apenas oito anos, adora todo tipo de espetáculo: cinematográfico, teatral e até mesmo de marionetes. Impulsionado pelos pais, um dono de garagem e uma cabeleireira, ele adquire uma pequena câmera e começa a rodar seus próprios filmes.

 

 

MODO DE PRODUÇÃO (Documentário, PE, 2016, 76′), de Dea Ferraz

mododeproducao

Modo de Produção” faz do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Ipojuca seu personagem central. Um lugar por onde passa, diariamente, uma massa de trabalhadores rurais, com suas vidas talhadas pela cana. Aposentadorias, demissões, relações de trabalho e um suposto desenvolvimento econômico-social que se avizinha como uma miragem distante ou, quem sabe, fantasma: o Porto de Suape. Em 2017 o filme faz refletir possibilidades de um olhar sobre Capital, Estado, Justiça, Sindicato e uma massa de trabalhadores à mercê de mecanismos burocráticos que transformam a vida em espera.

 

 

Anúncios